Buy Now Pay Later

Buy Now Pay Later – Conheça a modalidade de pagamentos parcelados que cresceu vertiginosamente durante a pandemia de Covid-19.

Padrões de Segurança da Indústria
pexels-andrea-piacquadio

O parcelado sem juros (parcelado lojista) é uma modalidade de pagamento comum no Brasil e já foi alvo de muita curiosidade de emissores e adquirentes internacionais. Durante muito tempo foi considerado uma jabuticaba, algo que só existia no Brasil.

Na modalidade de pagamento sem juros, o estabelecimento vai recebe os valores em parcelas, de acordo com uma agenda de pagamentos pré-definida.

O Parcelado Lojista é diferente do tradicional parcelado com juros, operado pelos emissores. Inclusive existem emissores que sugerem que o parcelado com juros substitua o parcelado lojista, alinhando o Brasil à prática mundial.

Aos poucos, outros países foram aderindo a esta modalidade de pagamentos, que já é prática em outros países, principalmente na América Latina.

Cresce o pagamento parcelado

Mas eis que o BNPL, a modalidade de pagamentos parcelados, antes restrita aos cartões de crédito, tornou-se uma modalidade emergente, impulsionada pela pandemia do Covid-19 e o crescimento acelerado das compras pela Internet.

E os pagamentos parcelados financiados pelo lojista estão se tornando uma linha de crédito importante, principalmente para os millennials, os segmentos que têm dificuldades de acesso a crédito ou que procuram formas de financiamento com custo menor que as linhas tradicionais.

As profundas mudanças no ecossistema de pagamentos, impulsionadas pelo aparecimento das Fintechs, a multiplicação das Carteiras Digitais, consolidação  dos conceitos de Open Banking e pelo incremento da concorrência pelo Banco Central, com o lançamento do PIX, são a base para novas modalidades de relacionamento entre os clientes e os intervenientes de pagamentos.

Buy Now and Pay Later, ou BNPL, é uma modalidade de vendas que obteve um rápido crescimento em diversos países ao longo de 2021, impulsionada pelas consequências da crise provocada pela Covid-19:

  • Isolamento social
  • Redução das vendas em lojas, em todos os setores, incluindo alimentação, vestuário, saúde e beleza.
  • Retração das ofertas de crédito tradicional, decorrente da redução da atividade econômica e a ação mais conservadora das instituições financeiras
  • Adesão das camadas amis jovens, incentivada pela facilidade, comodidade e utilização de recursos tecnológicos inovadores.

Mudança do comportamento de compras

Photo by PhotoMIX Company from Pexels

Frente à drástica redução das vendas presenciais, a alternativa foi migrar para a Internet:

  • Redes de varejo evoluíram seus sites de vendas exclusivos para marketplaces abertos a parceiros pequenos fornecedores
  • Lojista correram para abrir canais de e-commerce e delivery para sobreviver à crise.
  • Intermediadores financeiros aproveitaram a oportunidade do mercado para alavancar seu crescimento, consolidar e/ou consolidar posições.
  • A simplicidade e facilidade na concessão de crédito são diferenciais neste segmento, contra os modelos de escore rígidos das instituições tradicionais.

Os consumidores também procuram ajustar seu comportamento financeiro, considerando a redução da renda e as incertezas em relação ao futuro. Estes fatores incentivam os consumidores evitem dívidas fixas e riscos de crédito como os cartões de crédito e os financiamentos tradicionais e procurem soluções mais flexíveis e atraentes.

Assim, a modalidade de pagamento parcelado se transformou no método preferido de compras em vários países do mundo. Diversas plataformas de pagamento BNPL cresceram vertiginosamente nos mercados dos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Mercado Europeu. 

Além do pagamento parcelado, cada plataforma procurou estabelecer diferenciais para seus clientes. 

  • APP
  • Detalhamento dos itens comprados
  • Rastreamento das compras e entregas
  • Tratamento de reclamações e devoluções
  • Proteção contra fraudes
  • Atendimento 24 x 7
  • Pagamentos sem juros e sem taxas

Afinal, qual a diferença na proposta das plataformas de Buy Nos Pay Later?

A principal diferença é que todos os custos relativos às operações são bancados pelos lojistas, incluindo os custos de contestações, devoluções etc., mediante o pagamento de um uma taxa contratada e mais uma tarifa por transação.

Em contrapartida, os lojistas ampliam o potencial de vendas e conversões, algo fundamental o momento de migração massiva dos clientes para a Internet.

O modelo de rentabilidade do BNPL no exterior é bastante diferente do modelo do Parcelado Lojista dos cartões, mesmo considerando que em ambos os casos o custo do parcelamento seja do lojista. não podemos esquecer que as margens, os spreads e os impostos sobre as transações no nosso mercado são muito maiores do que no mercado internacional.

Ou seja, o modelo operacional do parcelado BNPL precisa ser extremamente enxuto e otimizado, para ser viável dentro das margens existentes.

Modalidades de BNPL

Existem abordagens diferentes do segmento do BNPL, diferenciando os participantes do segmento, cada qual com seu modelo financeiro. Estes são os principais tipos de participantes:

Provedores Diretos

Os provedores diretos são intermediadores de pagamentos e o principal segmento em crescimento das soluções BNPL nos Estados Unidos e estão mais bem posicionados para se beneficiar do desenvolvimento da indústria. Eles oferecem produtos BNPL no ponto-de-venda (PDV) e são os principais responsáveis pelo crescimento do perfil do setor.

Facilitadores

Os facilitadores são grandes esquemas de pagamentos ,com relacionamentos comerciais estabelecidos, que buscam capitalizar sobre o aumento do interesse em soluções de provedores diretos. Eles permitem que suas redes comerciais ofereçam soluções BNPL de provedores diretos para se tornarem parte do ecossistema BNPL.

Provedores retroativos

Provedores retroativos oferecem opções de financiamento para os consumidores usar nas compras feitas com seu cartão de crédito após a operação. Esses provedores de financiamento, em grande parte emissores, oferecem opções de pagamento flexíveis após as compras terem sido realizadas.

Nem tudo são flores

À medida que o segmento se desenvolve, começam a surgir alguns aspetos importantes que devem ser observados por todos os participantes da cadeia:

Clientes

Crédito fácil e barato não significa crédito infinito. A capacidade de compras tem que estar equilibrada à capacidade de pagamento, não importam as taxas e a sensação de facilidade de acesso. Da mesma forma que no crédito tradicional, é importante que os clientes tenham uma boa noção da sua capacidade de endividamento. Em alguns dos provedores de BNPL, o pagamento em atraso de uma parcela poderá implicar em juros bastante elevados e na restrição de compras futuras.

Lojistas

Se as taxas e tarifas não forem equilibradas em relação ao volume de vendas, índices de devoluções e contestações, talvez a rentabilidade não seja tão interessante assim, por mais que alavanque as vendas. Um adequado controle de custos e margens é fundamental para acompanhar o equilíbrio do negócio. Em dos diferenciais neste aspecto será a qualidade das informações prestadas pelo agente de pagamentos, para permitir uma análise objetiva e transparente.

Agentes de pagamento

A operação do modelo BNPL exigirá do agente de pagamentos um controle muito preciso dos resultados do negócio, para assegura que seja vantajoso para todos os participantes. Para isso, um processo operacional enxuto e orientado a clientes e lojistas é fundamental para garantir que os níveis de satisfação sejam elevados, preservando as margens de lucro esperadas.

A considerar também o poder de negociação de cada lojista ou rede varejista associada ao esquema. Ter marcas consagradas como âncoras do negócio é fundamental, mas o mix de estabelecimentos é indispensável para garantir o equilíbrio da rentabilidade.

Ausência de regulamentação

Photo by PhotoMIX Company from Pexels

Diferentemente do mercado tradicional de cartões, este segmento ainda é carente de regulamentação, que pode significar sérias dores de cabeça para clientes e lojistas. À medida que o segmento se expande, aumenta a pressão para a regulamentação dos serviços. A principal preocupação é o descontrole sobre a capacidade de pagamento das pessoas, criando uma crise de inadimplência no mercado financeiro.

No Reino Unido, diante do crescimento do BNPL, o Tesouro Nacional decidiu que participantes ficariam sob supervisão da Autoridade de Conduta Financeira (FCA). Essas empresas serão obrigadas a realizar verificações de acessibilidade antes de emprestar aos clientes e as pessoas também poderão encaminhar reclamações ao ombudsman financeiro do Reino Unido.

Os principais pontos em discussão envolvendo a regulamentação incluem maior transparência sobre as taxas de juros cobrada sobre as parcelas em atraso, a clara demonstração dos compromissos futuros dos clientes e estabelecimento de regras mais objetivas de acordo com os volumes financeiros financiados. 

Marcações:

1 comentário em “Buy Now Pay Later”

  1. Pingback: Tokens EMV – casos de uso – Carteiras de e-commerce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *