EMVCo

Em artigo publicado em 05/11/2021, Bastien Latge apresenta uma panorâmica do uso da Tecnologia EMV no mundo, destaca a importância do EMV para a economia global e os esforços da indústria de pagamentos para lidar com o impacto contínuo da escassez global de semicondutores

De acordo com a publicação, o mundo alcançou a marca de 11 bilhões de cartões cartões com Chip em circulação e mais de 86% das  transações com cartão realizadas utilizavam a tecnologia EMV. Por trás destes números, destacam-se a maior segurança e confiabilidade das transações, pela redução de falsificações e fraudes, além da experiência de pagamentos dos clientes, lojistas e emissores.

Cartões EMV em circulação

Adesão ao EMV Contactless

Com a pandemia do COVID-19, houve um significativo crescimento das transações utilizando Contactless.  Segundo boletim da ABECS, publicado em meados de dezembro de 2020, além de oferecer mais conveniência e agilidade para consumidores e comércios, a inovação tem sido vista como uma alternativa segura de transação durante a pandemia, uma vez que o pagamento é realizado sem  contato físico com a máquina de cartão. Para concluir a compra, basta o cliente aproximar seu dispositivo (cartão, celular, relógio, pulseira, entre outros) do terminal, ambos equipados com a tecnologia NFC (Near Field Communication).

O mercado movimentou R$ 22,7 bilhões de janeiro a setembro de 2020, o que representou crescimento de 478% na comparação com mesmo período do ano anterior.

Em função desse desempenho, a ABECS decidiu aumentar o limite do valor das transações realizadas sem a necessidade de digitação da senha (Floor Limit) de R$ 100,00 para R$ 200,00.

NFC e as novas oportunidades

O Contactless abre a oportunidade de uso dos cartões em outros tipos de transação, como o pagamento em vending machines, pedágios, estacionamentos,  e transporte público.

Durante a pandemia, ELO, Mastercard e Visa aceleraram seus programas de “Mass Transit” e celebraram contratos com grandes provedores de transportes públicos, como as operadoras de metrô.

NFC pedágios
NFC Transportes

Está faltando Chip

A indústria de pagamentos entrou em alerta com a notícia da escassez de semicondutores (chips) no mercado internacional. Alguns emissores informam que novos cartões podem demorar até 30 dias para chegar e existem estimativas de que sejam necessários de 12 a 18 meses para que a oferta seja normalizada.

O EMVCo articula um movimento global para obter planos de superação da crise de oferta junto aos fornecedores mundiais.

Em sua publicação, diz: “Embora a EMVCo não tenha uma função na produção de cartões com chip, fabricação de cartões e gerenciamento de ciclo de vida, nos envolvemos extensivamente com outros órgãos técnicos e associações da indústria em questões que são importantes para a indústria global de pagamentos e a entrega de experiências de pagamento seguro em todo o mundo e estamos monitorando o impacto potencial da contínua escassez de chips como parte dessa atividade. Ao lado dessas organizações, a EMVCo reconhece a importância crítica dos chips para pagamentos com cartão e comércio global e apóia os esforços da indústria de pagamentos para priorizar a compreensão e a abordagem dos desafios impostos pela escassez global de chips”.

Ameaça ou oportunidade?

Talvez esta escassez de semicondutores, encarada inicialmente como uma ameaça ao desempenho da indústria deixe de ser uma restrição e passe a ser uma oportunidade da indústria evoluir para outras modalidades de pagamentos digitais que já existem, estão em uso ainda restrito, mas já deram provas de que podem conquistar a simpatia e confiança dos clientes.

O infográfico apresentado pelo EMVCo mostra como os padrões EMV já estão muito além dos cartões tradicionais de contato e contactless:

Tecnologias EMV

São padrões de aplicação para o uso de tokens EMV em Smartphones, tablets e computadores. As carteiras digitais mais conhecidas são a Apple Pay, Google Pay e a Samsung Pay, mas podem ser utilizadas aplicações White Label, desde que certificadas pelo EMVCo

Os padrões EMV foram desenvolvidos para incorporar dispositivos vestíveis, como relógios digitais. Já existem diversos dispositivos desta natureza homologados, como o Apple Watch, Google Watch, Garmin, Fitbit, entre outros

O EMVCo desenvolveu especificações da tecnologia EMV utilizando códigos bidirecionais (QR Code). Estas especificações foram fundamentais para garantir a segurança e a interoperabilidade em toda a indíustria de pagamentos.

O SRC é um conjunto de especificações que implementa o uso de credenciais (tokens) tanto para os clientes quanto para os comércios, evitando que dados confidenciais e sensíveis dos cartões trafeguem durante as transações.

O suporte dos padrões para os novos tipos de transação

Os padrões patrocinados pelo EMVCo abrem fronteiras para muito além do modelo clássico baseado no uso do plástico. Eles incorporam as inovações conquistadas na criptografia, dispositivos, reconhecimento biométrico facial entre outros.

Abaixo, os pilares desta evolução, que pode significar o rompimento definitivo com as modalidades de pagamento implantadas após o uso do papel moeda e dos cheques.

Tokenização

A tokenização é um conjunto de especificações para associar códigos criptográficos (tokens) ao número do cartão (PAN). Podem ser gerados inúmeros tokens para um PAN, associados a restrições e condições de uso. No universo da tokenização, os tokens, também chamados de credenciais, podem ser gerados para pessoas, comércios, dispositivos para promover compras presenciais e remotas preservando os dados do cartão

3D Secure

No mundo das transações digitais, a garantia da autenticidade de um indivíduo, dispositivo ou transação (autenticação) é um requisito indispensável para garantir a segurança, a integridade, a confidencialidade e o não repúdio das operações. O protocolo 3D Secure implementa processos de autenticação confiáveis e interoperáveis e permite a integração com métodos de autenticação incorporados a dispositivos e sistemas de análise de risco (RBA) para tornar o processo mais amigável para o usuário e seguro

SBMP

Software Based Mobile Payments é um conjunto de recursos que implementam os pagamentos digitais em dispositivos móveis com segurança. Estes recursos incluem: CDCVM - Customer Device Card Verification Method SPT - Software Protection Tools TEE - Trusted Execution EnviromentsOs componentes utilizados no SBMP precisam seguir rigorosamente os requisitos de segurança definidos e passar por certificações qualificadas, utilizando entidades próprias para esta finalidade, que aplicam roteiros previamente definidos.

Convergência tecnológica

Diversas iniciativas de âmbito mundial contribuem para que a indústria de pagamentos implemente uma verdadeira revolução.

A tecnologia 5G abre uma avenida de oportunidades, viabilizando principalmente a Internet das Coisas (IoT).

O FIDO Alliance trabalha para aumentar a qualidade, a confiabilidade e a segurança dos métodos de autenticação

Focado na segurança da indústria de pagamentos, o PCI evolui seus padrões para acompanhar as mudanças da tecnologia

O W3C reúne os principais representantes da indústria para desenvolver os padrões da Web

Precisa de ajuda para acelerar a implantação da tokenização?

Entre em contato

Rolar para o topo